O Homem Branco

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Sujos de lama
os homens brancos passam
e riem do velhos
que rolam no caminho do retrocesso

Sem pena 
cortam seus braços e pernas

E ninguém viu 
o homem branco que riu 
da desgraça da humanidade
que existia no choro do pivete

Ninguém se importou
quando o homem branco sentou na cadeira
e definiu o padrão da família brasileira

Ninguém reclamou
quando o homem branco
tomando sorvete 
decidiu decidir

2 comentários:

  1. Eu sinto calafrios em pensar nesse homem.
    E sinto mais ainda em pensar que a nossa sociedade aceita tudo sem falar nada.
    uma pena.

    Beijos,

    Algumas Observações

    ResponderExcluir