Diabetes.txt

Eu não te amo

sábado, 16 de janeiro de 2016

 Outro dia eu li uma dessas coisas que se encontra na internet, o título era "A diferença entre gostar, se apaixonar e amar". Um texto longo que dizia que quando gostamos sentimos aquele frio na barriga, que apaixonados nos perdemos no sentimento e ficamos cegos, e amar é fazer da pessoa seu passado, presente e futuro. Então eu descobri que não te amo. Ou pelo menos não só isso. 
 Vai além dessas definições bobas, das diferenças citadas. Mesmo depois de tanto tempo eu ainda sinto aquele frio na barriga antes do encontro, ainda faço planos na segunda-feira e ainda reparo teus defeitos que eu não conhecia. Mas, aliás, quem disse que gostar não pode ser pra sempre? É um sentimento inocente e medroso. 
  E eu também estou apaixonada, ainda faço coisas sem pensar, só pelo impulso do sentimento. Ainda fico cega quando se trata de você. Ainda me entrego sem pensar duas vezes só pela alegria que encontro ao te ter. Ainda fico sem graça quando me olha profundamente e ainda sinto coisas surpreendentes com beijos breves.
  E ainda sim te encontro nos meus últimos três anos, ainda te tenho no presente e te espero no futuro. Cheio de planos e ideias de coisas tão simples que mesmo sendo apenas pensamentos já me tornam feliz. Mesmo que eu tenha que trabalhar meus defeitos, evitar os mesmos erros e ainda sim qualquer esforço é válido.